Vis grata puellae

Vis grata, ou mais precisamente, na sua integra, Vis grata puellae, literalmente "violência apreciada pela rapariga", é ditado latino atribuído a Ovídio: "Vim licet appelles: grata est vis ista puellis: quod iuvat, invitae saepe dedisse volunt."

Este axioma é usado para indicar um suposto comportamento, no jogo dos papeis entre homem e mulher, no âmbito da sedução, com base no qual a mulher não seria capaz de tomar a iniciativa sexual, tão pouco ceder de imediato às tentativas sexuais do homem, em contraposição ela tenderia a apresentar-se pudica e recatada, predispondo assim, em virtude da sua passividade, a receber, de bom grado, a agressividade sexual masculina, de modo a não parecer despudorada. Em outros termos, nesta concepção, a iniciativa sexual caberia ao sexo masculino, enquanto a mulher não mostraria nenhum interesse explícito pela sexualidade; de acordo com esta discutível interpretação, a violência eventualmente exercida pelo homem para vencer a resistência da mulher seria, no fundo, desejada pela mulher, porque de outra forma não lhe seria possível gozar dos prazeres sexuais.

Vide: AVISO

Comentários

Postagens mais visitadas